COLUNISTAS

Mudar hábitos: Vamos conversar mais sobre isso?

Publicado por Michele Thomaz / Manual da Mente, 09:00 - 03 de Junho de 2019

Como estou iniciando minha coluna no Portal GMC Online, gostaria de deixar, antes de tudo, o meu “Olá” a todos que acompanham o trabalho que é desenvolvido nesta plataforma. Para quem ainda não me conhece, sou trainer em PNL - Programação Neurolinguística, da qual desenvolveremos diversos temas com o objetivo de colaborar com o seu desenvolvimento pessoal e profissional.


Caso você ainda não tenha ouvido falar em PNL, não se preocupe, pois este é apenas um termo usado para alterar padrões comportamentais que carregamos ao longo da vida e que, de alguma forma, nos travam.


Meu estudo nesse campo da neurociência se deu ao perceber o quanto já utilizamos da PNL em nosso cotidiano, porém de forma errada e na hora errada. A falta do conhecimento e domínio de nossas emoções fazem com que muitos de nós se sintam “perdidos” diante do que se pretende realizar. Não vou dizer que alterar um padrão de comportamento seja uma tarefa fácil, afinal tudo que envolve mudança nos perturba de alguma forma.


Um exemplo disso foi quando, aos 18 anos, resolvi tirar minha carteira de motorista. Ao começar a dirigir um carro pela primeira vez achei que fosse enlouquecer. Era muita informação ao mesmo tempo.


Precisava acelerar, pisar na embreagem antes de frear, mudar a marcha, ligar a seta... Isso sem contar que ainda tinha que estar atenta ao pedestre, semáforos ou qualquer outra coisa que pudesse surgir na minha frente. Para você ter uma ideia do desconforto que sentia chegava a diminuir o som do carro para não me desconcentrar ou mesmo pedir para as pessoas que estivessem conversando no banco de trás para falarem mais baixo. Com a prática ficou tudo bem mais fácil. Graças ao hábito que adquiri.


Então, não se iluda! Para conquistar os resultados que deseja e se livrar da autossabotagem é preciso estar alinhado com você mesmo e com sua missão. Um bom começo é admitir o quanto você está sendo guiado pelo seu piloto automático em sua vida pessoal ou profissional e se livre dele. Olhe para os dois lados da moeda e veja quais comportamentos e emoções estão lhe impedindo de focar no que realmente interessa.



Mude hábitos que lhe causam mal e adquira novos bem mais saudáveis e pare de mi-mi-mi!



Ninguém aprende a nadar lendo um livro. Por mais que o passo-a-passo esteja muito bem descrito. É preciso pôr os pés na água, sentir a leveza do corpo, dos movimentos e sua respiração fluindo.


É como qualquer atleta: é preciso treinar, treinar e treinar.

Bloco de Imagem

QUEM É A COLUNISTA? Michele Thomaz é trainer em PNL - Programação Neurolinguística. Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo