Fechar

COLUNISTAS

‘Maringá 100 anos é exemplo para o Paraná', diz Ratinho Junior

Player

Publicado por Monique Manganaro , 12:00 - 16 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Monique Manganaro/GMC Online

A iniciativa de planejamento socioeconômico a longo prazo de Maringá, o Masterplan 2047, tem servido de exemplo para o setor público de todo o Paraná. Foi o que disse o governador do estado, Ratinho Junior, em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (16), na Expoingá.


“Maringá tem sido inspiração para o estado no sentido do planejamento econômico a longo prazo. A ideia é montar um conselho como nós temos aqui, a nível estadual. [...] Vamos lançar o maior pacote de projetos executivos da história do Paraná ainda este mês de maio”, afirmou o governador.


Segundo ele, a espelho do que foi proposto pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), e a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), a administração do estado busca, também, garantir que o Paraná consiga pensar a longo prazo e ter em pauta quais setores mais precisam de atenção. Para Ratinho Junior, a visão do governo neste momento deve estar virada, principalmente, para a infraestrutura do estado.


A ideia, de acordo com ele, é ter um grande “banco de projetos”, que vai nortear os recursos que forem sendo conquistados com o tempo. Conforme Ratinho Junior, o principal problema, em todo o Brasil, é que sem o planejamento a longo prazo e sem o chamado “banco de projetos”, a aplicação dos recursos se torna ainda mais lenta justamente por não haver um norte.


“Você assume o governo, às vezes tem crédito para pegar, mas não tem projetos executivos. Às vezes eu tenho R$ 1 bilhão para pegar na Caixa Econômica, mas não tenho o projeto de uma grande obra. Então, nós estamos estruturando essa parte. Eu estou governando em 2019 e olhando para 2030”, ressaltou Ratinho Junior.

Bloco de Imagem

Prefeito Ulisses Maia, presidente do Codem José Roberto Mattos, e o governador Ratinho Junior. Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo